O que é HTTPS e quais as vantagens?

O protocolo HTTPS (HyperText Transfer Protocol Secure) desponta como uma ferramenta essencial para garantir a proteção das informações sensíveis durante as comunicações na Internet. Ao contrário do HTTP, que permite a transferência de dados de forma não criptografada, o HTTPS estabelece um ambiente seguro por meio da criptografia dos dados transmitidos entre os usuários e os servidores web.

Neste artigo, exploraremos em profundidade o funcionamento e a importância do HTTPS. Discutiremos como a criptografia SSL/TLS utilizada pelo protocolo protege as informações confidenciais contra interceptações e ataques cibernéticos. Além disso, abordaremos os benefícios do HTTPS tanto para os usuários quanto para as empresas que operam na Internet.

O que é HTTPS?

HTTPS significa “HyperText Transfer Protocol Secure” (Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro, em tradução livre). É um protocolo de comunicação utilizado para transferir dados pela Internet de forma segura e criptografada.

O HTTPS é uma versão mais segura do protocolo HTTP, que é utilizado para transferir informações entre um servidor web e um navegador. Enquanto o HTTP envia dados de forma não criptografada, o HTTPS utiliza criptografia SSL/TLS (Secure Sockets Layer/Transport Layer Security) para proteger as informações durante a transmissão.

Quando você acessa um site com HTTPS, a comunicação entre o seu navegador e o servidor do site é protegida através da criptografia. Isso significa que as informações transmitidas, como senhas, números de cartão de crédito e outras informações pessoais, são criptografadas e não podem ser lidas ou interceptadas por terceiros mal-intencionados.

A segurança da informação proporcionada pelo HTTPS é especialmente importante em transações online, como compras em lojas virtuais ou o envio de informações confidenciais. Ao ver o ícone de um cadeado na barra de endereços do navegador ou a indicação “https://” no início do endereço do site, você pode ter mais confiança de que suas informações estão sendo transmitidas de forma segura.

Como habilitar o HTTPS em seu site?

Para habilitar o HTTPS no painel de controle Homehost, siga estas etapas. Antes de começar, certifique-se de ter um certificado SSL válido. Isso pode ser obtido de uma autoridade de certificação confiável ou por meio de serviços gratuitos como o Let’s Encrypt.

Dica

A Homehost oferece certificado SSL grátis em todos os planos de hospedagem de sites.

Faça login no painel de controle Homehost. Localize a seção Certificados SSL.

Em seguida, marque a opção Obter certificado automático, e clique em Salvar.

Após selecionar o certificado SSL, salve as configurações. O painel Homehost irá atualizar as configurações do servidor para habilitar o HTTPS para o domínio selecionado.

Certifique-se de testar o acesso ao seu site por meio do HTTPS para garantir que o certificado SSL esteja configurado corretamente e que o redirecionamento esteja funcionando conforme o esperado. Observe que no navegador, aparecerá o cadeado ao lado do nome do domínio. Não se esqueça de colocar sempre o https:// antes do nome do domínio ao navegar.

Ao habilitar o HTTPS, você estará fornecendo uma conexão segura e criptografada para os visitantes do seu site, o que é essencial para proteger informações confidenciais e garantir a confiança dos usuários.

Com este passo a passo, você irá instalar um certificado SSL grátis em seu site. Caso prefira, você também pode trazer seu próprio certificado, e instalar usando o painel de controle. O certificado gratuito é fornecido pela Let’s Encrypt.

Qual a diferença entre HTTPS e HTTP?

A principal diferença entre o HTTP (HyperText Transfer Protocol) e o HTTPS (HyperText Transfer Protocol Secure) está na segurança dos dados transmitidos.

HTTP:

  • O HTTP é um protocolo de comunicação utilizado para transferir dados pela Internet.
  • As informações transmitidas através do HTTP são enviadas de forma não criptografada, o que significa que podem ser interceptadas e lidas por terceiros.
  • O HTTP é adequado para sites que não lidam com informações sensíveis, como páginas de notícias ou blogs.

HTTPS:

  • O HTTPS é uma versão mais segura do HTTP que utiliza criptografia SSL/TLS para proteger as informações durante a transmissão.
  • As informações transmitidas através do HTTPS são criptografadas, tornando-as praticamente impossíveis de serem lidas por terceiros mal-intencionados.
  • O HTTPS é amplamente utilizado em sites que lidam com informações sensíveis, como sites de comércio eletrônico, serviços bancários online, plataformas de pagamento, redes sociais e qualquer site que exija o envio de informações pessoais.

Resumindo, a principal diferença é que o HTTP não oferece criptografia, enquanto o HTTPS garante a segurança das informações através do uso de criptografia SSL/TLS. O HTTPS é essencial quando há a necessidade de proteger dados confidenciais transmitidos pela Internet.

As principais vantagens do HTTPS

O HTTPS traz várias vantagens em relação ao HTTP. Uma das principais vantagens é a segurança proporcionada pelo HTTPS. Ao contrário do HTTP, o HTTPS usa criptografia para proteger os dados transmitidos entre o navegador do usuário e o servidor do site. Isso significa que as informações confidenciais, como senhas, informações de pagamento e dados pessoais, são protegidas contra interceptação por terceiros mal-intencionados. A criptografia garante a confidencialidade e a integridade dos dados, impedindo que sejam lidos ou modificados durante a transmissão.

Outra vantagem do HTTPS é a confiança que ele gera nos usuários. Quando os usuários veem o ícone de um cadeado verde e o protocolo “https://” na barra de endereço do navegador, eles sabem que estão em um site seguro. Isso aumenta a confiança dos usuários no site e na empresa por trás dele. Os usuários estão cada vez mais preocupados com a segurança online, e a presença do HTTPS ajuda a construir essa confiança, resultando em maior engajamento, taxas de conversão mais altas e tempo de permanência prolongado no site.

Em termos de classificação nos mecanismos de busca, o HTTPS também possui vantagens. Os mecanismos de busca, como o Google, consideram a segurança como um fator de classificação. Sites que usam HTTPS têm uma vantagem sobre os sites que usam apenas HTTP não seguro. Embora o HTTPS não seja o único fator de classificação, ter um site seguro pode influenciar indiretamente a visibilidade do site nos resultados de pesquisa, o que é crucial para o sucesso online.

Além disso, o HTTPS pode melhorar o desempenho do site. Embora inicialmente pudesse haver uma pequena sobrecarga de processamento no servidor devido à criptografia, as implementações modernas do HTTPS têm um desempenho semelhante ou até melhor que o HTTP não seguro. O Google também valoriza a velocidade do site como um fator de classificação, e o uso do HTTPS pode contribuir para um bom desempenho, resultando em uma melhor experiência do usuário.

Em resumo, o HTTPS oferece vantagens significativas em relação ao HTTP. Ele fornece segurança, protegendo os dados transmitidos, gera confiança nos usuários, influencia as classificações nos mecanismos de busca e pode melhorar o desempenho do site. Ao adotar o HTTPS, as empresas podem se beneficiar dessas vantagens, garantindo a proteção dos dados dos usuários e fortalecendo sua presença online.

Por que o HTTPS é essencial para seu SEO?

O Google dá prioridade aos sites com HTTPS por diversas razões. Uma delas é a segurança dos usuários. O HTTPS oferece uma camada adicional de proteção por meio da criptografia dos dados transmitidos entre o navegador e o servidor. Isso ajuda a evitar que informações confidenciais, como senhas e dados pessoais, sejam interceptadas por terceiros mal-intencionados.

Ao priorizar sites com HTTPS, o Google visa criar um ambiente online mais seguro para os usuários. Ao exibir sites seguros nos resultados de pesquisa, o Google incentiva os proprietários de sites a adotarem o HTTPS, promovendo uma internet mais protegida.

Confiança do usuário

Outro motivo é a confiança do usuário. Ao verem o ícone de um cadeado verde e a indicação “https://” na barra de endereço do navegador, os usuários têm a garantia visual de que estão em um site seguro. Essa percepção aumenta a confiança dos usuários no site e na empresa por trás dele, o que pode levar a taxas de conversão mais altas e maior engajamento.

Além disso, o Google preocupa-se com a experiência do usuário. Sites com HTTPS tendem a ter um desempenho melhor em termos de velocidade e confiabilidade. Ao promover o HTTPS, o Google incentiva os proprietários de sites a investirem em infraestrutura segura e de qualidade, proporcionando aos usuários uma experiência de navegação mais satisfatória.

Também é importante ressaltar que o Google, como empresa líder em mecanismos de busca, tem um papel de influência significativo na internet. Ao dar prioridade aos sites com HTTPS, o Google está promovendo um padrão de segurança e incentivando outros mecanismos de busca e empresas a seguirem essa prática, tornando a web como um todo mais segura.

Em resumo, o Google prioriza sites com HTTPS por questões de segurança, confiança do usuário, experiência do usuário e impacto positivo geral na internet. Ao promover essa prática, o Google busca incentivar a adoção do HTTPS e contribuir para a proteção e aprimoramento da web.

Os anúncios oficiais do Google sobre servidor seguro

Em agosto de 2014, o Google publicou um post no seu blog oficial, onde anunciou que o uso do HTTPS seria considerado um sinal de classificação positivo. Nesse anúncio, o Google mencionou que queria encorajar todos os proprietários de sites a adotarem o HTTPS para tornar a web mais segura.

O Google fornece documentação detalhada sobre a implementação correta do HTTPS e explica como isso pode afetar a classificação de um site. Na página “Por que migrar para o HTTPS”, o Google afirma que o HTTPS pode fornecer benefícios de segurança e privacidade para os usuários, o que é um fator considerado na classificação.

O Google também oferece orientações para webmasters sobre como migrar corretamente do HTTP para o HTTPS. Esses guias destacam os benefícios do HTTPS em relação à segurança e à classificação nos resultados de pesquisa.

Perguntas frequentes

Por que HTTP não e seguro?

O HTTP não é considerado seguro porque não oferece criptografia para proteger os dados transmitidos entre o navegador do usuário e o servidor do site. Isso significa que qualquer informação enviada pelo usuário, como senhas, detalhes de pagamento e dados pessoais, é transmitida em texto simples e pode ser interceptada por terceiros mal-intencionados.

Existem várias razões pelas quais o HTTP não é seguro:

  • Falta de criptografia: O HTTP não criptografa os dados durante a transmissão. Isso permite que hackers ou invasores interceptem facilmente as informações transmitidas, capturando dados sensíveis e até mesmo modificando o conteúdo da página.
  • Risco de interceptação: Quando você usa o HTTP para enviar informações, elas são transmitidas em texto claro, tornando-as vulneráveis a ataques conhecidos como “man-in-the-middle”. Nesses ataques, um invasor intercepta a comunicação entre o navegador e o servidor, podendo acessar e modificar os dados transmitidos.
  • Falta de autenticação: O HTTP não oferece um método seguro de autenticação do servidor. Isso significa que é mais fácil para um invasor fingir ser um servidor legítimo e enganar os usuários para fornecer informações confidenciais.
  • Falta de integridade dos dados: Como o HTTP não possui verificação de integridade dos dados, os dados transmitidos podem ser alterados durante a transferência, sem que o usuário ou o servidor percebam. Isso pode levar a problemas de segurança, confiabilidade e até mesmo à exibição de informações incorretas aos usuários.

Devido a essas limitações de segurança, o HTTP é considerado inadequado para lidar com informações sensíveis e transações online. É por isso que a adoção do HTTPS (HTTP seguro) se tornou amplamente recomendada e incentivada. O HTTPS usa criptografia para proteger os dados transmitidos, garantindo a confidencialidade, a integridade e a autenticidade das informações, tornando assim a comunicação entre o navegador e o servidor muito mais segura.

Como saber se um site é confiável?

Ao avaliar a confiabilidade de um site, você pode considerar as seguintes dicas:

  • Verifique a reputação: Pesquise sobre o site em questão para ver se há feedbacks ou avaliações disponíveis. Verifique se há comentários de usuários, depoimentos ou críticas em sites de avaliação ou fóruns confiáveis.
  • Analise o design e a funcionalidade: Sites profissionais geralmente têm um design bem estruturado, layout limpo e funcionalidade sem erros óbvios. Sites confiáveis ​​tendem a investir em uma aparência profissional e uma experiência do usuário agradável.
  • Procure informações de contato: Sites confiáveis ​​devem fornecer informações de contato claras, como endereço físico, número de telefone e e-mail de suporte. Tais informações sobre o domínio podem ser obtidas na consulta WHOIS. A ausência dessas informações pode levantar suspeitas.
  • Verifique a presença de políticas de privacidade e termos de uso: Sites confiáveis ​​geralmente possuem políticas de privacidade e termos de uso claramente visíveis. Esses documentos informam como o site coleta, armazena e utiliza os dados dos usuários.
  • Pesquise a autenticidade do conteúdo: Se o site apresenta informações, artigos ou notícias, verifique se o conteúdo é confiável. Procure por referências, citações, fontes e revisões de especialistas.
  • Observe a segurança: Verifique se o site possui um certificado SSL (indicado por um cadeado na barra de endereço e o prefixo “https://”). Isso indica que a comunicação entre o usuário e o site é criptografada, fornecendo uma camada adicional de segurança.
  • Avalie os métodos de pagamento: Se o site realiza transações financeiras, verifique se ele oferece opções de pagamento seguras e confiáveis, como cartões de crédito, PayPal ou outros provedores conhecidos.
  • Confie no seu instinto: Se algo parecer suspeito ou bom demais para ser verdade, confie em seus instintos. Se algo não parecer certo, é melhor ser cauteloso e buscar outras fontes confiáveis.

Lembre-se de que essas são apenas diretrizes gerais e não garantias absolutas de confiabilidade. É importante sempre usar o bom senso, estar atento a possíveis indicadores de fraude ou atividades suspeitas e realizar pesquisas adicionais, se necessário, antes de fornecer informações pessoais ou realizar transações em um site.

Qual a diferença entre SSL e HTTPS?

SSL (Secure Sockets Layer) e HTTPS estão relacionados à segurança da comunicação na internet, mas são conceitos diferentes:

SSL: O SSL é um protocolo de segurança que estabelece uma conexão criptografada entre um servidor web e um navegador. Ele fornece autenticação e privacidade dos dados transmitidos. O SSL permite que os dados sejam criptografados antes de serem enviados e decodificados apenas pelo destinatário autorizado. Ele garante a integridade dos dados, protegendo-os contra alterações durante a transmissão. O SSL era amplamente utilizado para proteger a comunicação na web, mas foi substituído pelo TLS (Transport Layer Security), que é uma versão mais atualizada e segura do protocolo.

HTTPS: O HTTPS é o protocolo padrão para comunicação segura na web. Ele combina o HTTP, que é o protocolo utilizado para transferir dados entre um navegador e um servidor web, com a camada de segurança do SSL/TLS. O HTTPS utiliza criptografia para proteger os dados transmitidos, garantindo que eles não possam ser interceptados ou modificados por terceiros. Ao acessar um site com HTTPS, você verá um cadeado na barra de endereço do navegador e o prefixo “https://” antes do nome do site.

Em resumo, o SSL é o protocolo de segurança que permite a comunicação criptografada entre um servidor e um navegador, enquanto o HTTPS é o protocolo que utiliza o SSL (ou TLS) para estabelecer uma conexão segura entre o cliente e o servidor web. O HTTPS é a combinação do HTTP com a segurança do SSL/TLS, proporcionando uma comunicação segura e confiável na web.

Como surgiu o HTTPS?

O HTTPS surgiu como uma evolução do HTTP para adicionar segurança à comunicação na web. O desenvolvimento do HTTPS começou no final da década de 1990, em resposta à necessidade de proteger informações confidenciais transmitidas entre navegadores e servidores.

O HTTPS foi introduzido como uma extensão do protocolo HTTP original. A segurança do HTTPS é baseada em protocolos criptográficos, como SSL (Secure Sockets Layer) e seu sucessor TLS (Transport Layer Security). Esses protocolos fornecem criptografia e autenticação para proteger a integridade e a confidencialidade dos dados transmitidos.

O SSL foi desenvolvido pela Netscape Communications Corporation e lançado pela primeira vez em 1995 como um protocolo de segurança para a web. Posteriormente, o SSL evoluiu para o TLS, com várias versões lançadas ao longo do tempo para melhorar a segurança e corrigir vulnerabilidades.

O uso generalizado do HTTPS começou a ganhar força à medida que a necessidade de segurança online aumentava. Principalmente após incidentes de ataques cibernéticos e a conscientização sobre a importância da privacidade dos dados, empresas e organizações começaram a adotar o HTTPS para proteger a comunicação com seus sites e aplicativos.

Atualmente, o HTTPS é amplamente adotado e recomendado para todos os tipos de sites, especialmente aqueles que lidam com informações sensíveis, como transações financeiras, login de usuários e dados pessoais. Os principais navegadores também incentivam o uso do HTTPS, exibindo um ícone de cadeado e sinalizando sites não seguros para os usuários.

A evolução contínua do HTTPS e dos protocolos de segurança subjacentes, juntamente com a conscientização sobre a importância da proteção dos dados, continua impulsionando melhorias na segurança da web e na privacidade dos usuários.

Conclusão

Nos últimos anos, o mundo digital tem se tornado cada vez mais presente em nossas vidas. Desde transações financeiras até o compartilhamento de informações pessoais, a Internet se tornou um meio indispensável para interações cotidianas. No entanto, com essa crescente dependência da tecnologia, surgiram também preocupações com a segurança e a privacidade dos dados transmitidos online.

Nesse contexto, o protocolo HTTPS desponta como uma ferramenta essencial para garantir a proteção das informações sensíveis durante as comunicações na Internet. Ao contrário do HTTP, que permite a transferência de dados de forma não criptografada, o HTTPS estabelece um ambiente seguro por meio da criptografia dos dados transmitidos entre os usuários e os servidores web.

Neste artigo, abordamos em profundidade o funcionamento e a importância do HTTPS. Discutiremos como a criptografia SSL/TLS utilizada pelo protocolo protege as informações confidenciais contra interceptações e ataques cibernéticos. Além disso, abordaremos os benefícios do HTTPS tanto para os usuários quanto para as empresas que operam na Internet.

Recomendamos também este artigo que explica como habilitar HTTPS no WordPress.

Compreender a diferença entre HTTP e HTTPS é essencial para proteger nossos dados pessoais, preservar a confidencialidade das transações online e garantir a segurança nas comunicações digitais. Ao final deste artigo, você terá um conhecimento sólido sobre o funcionamento do HTTPS e estará apto a tomar medidas para garantir uma experiência online mais segura e tranquila.

Vamos adentrar no mundo do HTTPS e descobrir por que ele se tornou um pilar fundamental para a segurança na Internet atual.

Este artigo foi útil?

Obrigado pela resposta!
Gustavo Carvalho

Gustavo Carvalho

Analista de sistemas, formado pela PUC-Rio. Programador, gestor de redes e diretor da empresa Homehost. Pai do Bóris, seu pet de estimação. Gosta de rock'n'roll, cerveja artesanal e de escrever sobre assuntos técnicos.

Contato: gustavo.blog@homehost.com.br

Ganhe 30% OFF

Indique seu nome e e-mail,e ganhe um cupom de desconto de 30% para sempre na Homehost!